“A Educação Pública resultou e resulta de muitas lutas”

15 Mar

Com esta frase o reitor da UFRJ, Prof. Dr. Roberto Leher, começou a Aula Inaugural do CAp, ano letivo 2016, dirigida a alunos, professores, servidores e famílias da comunidade capiana que se reuniram na manhã do sábado, 11/3, no Teatro de Arena Carvalho Neto, no Campus da Praia Vermelha.

aulamagna-2016

Alunos, professores, servidores e famílias prestigiaram o evento.

Boas Vindas

Antes de conhecerem  mais sobre o tema escolhido pelo reitor: “Educação Pública e os Colégios de Aplicação”, todos receberam as boas vindas da nova diretora do CAp, Profa. Cristina Miranda, e da vice-diretora, Profa. Graça Reis.

O diretor do Instituto de Economia, David Kupfer, anfitrião do encontro e ex-aluno do CAP/UFRJ, saudou os estudantes com emoção e desejou reencontrá-los em breve pelos corredores da Universidade, como graduandos.

vinicius-vivas

Presentes também vários professores do CAp, além de diretores de unidades (*) da UFRJ. No espaço aberto, o professor Leher e os convidados tiveram que driblar o calor e o sol, mas sobrou atenção para a aula magna que foi precedida pela apresentação musical do Prof. Vinícius Vivas.

aulamagna-leher-2016

O Reitor da UFRJ, Roberto Leher, na aula inaugural 2016 do CAp

Educação Pública

Em sua exposição, o Prof. Leher fez uma retrospectiva histórica da Educação Pública, situando-a no contexto da Revolução Industrial (sécs. XVIII/XIX) quando foi necessário delimitar o ingresso de crianças e jovens no mundo do trabalho. A escola pública nasce, segundo ele, “dessa contradição, de estabelecer um ciclo mínimo de aprendizagem para que as crianças e jovens pudessem trabalhar nas fábricas e, ao mesmo tempo, formar mão-de-obra de baixa qualificação, porque nesse momento a máquina – e não mais o homem – é o protagonista do desenvolvimento”.

Outro marco, segundo Leher, foi a resistência francesa contra a invasão alemã, em 1871. A França havia perdido a guerra contra a Prússia e a capital ia ser invadida pelo exército vencedor. As elites abandonaram Paris e seguiram para Versalhes, mas os trabalhadores resolveram resistir, proteger a cidade e a população civil.  A Comuna de Paris, como ficou conhecida, marcou a primeira experiência de governo operário quando as escolas e museus foram abertos à frequência e à visitação do povo trabalhador.

“A Comuna de Paris rejeita a disjunção entre quem pensa e quem trabalha”, sintetizou Leher, que arrancou risos quando simplificou: “ao contrário do ‘filósofo’ José Sarney, quando defende que alguns indivíduos nascem para ser pneu e outros para ser caminhão”.

Leher ressaltou que esses dois episódios históricos são marcos que refletem os dilemas ainda atuais da Educação e da Escola Pública. O desafio de pensar o ensino e a aprendizagem como construtor de conhecimento simbólico, e não apenas conectado ao mundo do trabalho, acoplado ao processo de produção e ao mercado, numa visão reducionista. Para o reitor da UFRJ é imperativo pensar a escola como espaço social com capacidade inventiva, criadora e que suscite paixão pelo conhecimento.

“Temos que ser capazes de dar respostas aos dilemas que são muito graves, como do vírus da zica e a microcefalia; o futuro da água e garantir a alimentação dos povos. Temos que insistir numa formação ousada, aberta e crítica”.

Reitor Leher-1

Roberto Leher concluiu a palestra chamando alunos e toda a comunidade capiana para a união em defesa do projeto de Educação Pública, e anunciou: “A UFRJ acompanha os grandes dilemas da humanidade”. No campo da educação não é diferente.

Diálogo

Ao final do encontro, o presidente da APACAp, Wilson Pessanha, cumprimentou o reitor e reiterou que a Associação é espaço de diálogo e defesa do CAp. Ouviu do reitor que a aproximação entre escola e famílias deve ser aprofundada, com participação também da reitoria.


 

(*) Representantes de unidades da UFRJ presentes na Aula Inaugural: Prof. Antonio José Barbosa de Oliveira – superintendente do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas da UFRJ e Profa. Carmen Teresa Gabriel Le Ravallec – Diretora da Faculdade de Educação da UFRJ, fizeram também uma saudação inicial aos presentes. Assistiu à aula a Profa. Alessandra Sarkis de Melo – Diretora da Escola de Educação Infantil.

Este post é uma colaboração voluntária dos pais Patricia Boueri, Simone Bessa e Fernando Zaider

Se você assistiu a Aula Inaugural, registre a seguir o seu comentário e/ou do seu filho(a) sobre o encontro:

(fique à vontade para se identificar. Se quiser resguardar o nome do aluno, registre apenas ao nome/sobrenome do autor do comentário, parentesco e o ano do aluno)

Uma resposta to ““A Educação Pública resultou e resulta de muitas lutas””

  1. Roneli Matera 15 de Março de 2016 às 21:23 #

    Patricia e demais membros, gostei muito do parágrafo sobre o diálogo entre escola e pais e também com a participação da reitoria da UFRJ. Aproveitando, solicito que convidem o reitor Roberto Leher para uma visita ao CApUFRJ. Pode ser num sábado, aproveitando a ida ao colégio nesses dias.
    Parabéns, Patricia, pelo belo texto.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: