Questões de ética e delicadeza – O FURTO NA ESCOLA – desafios e enfrentamentos

27 Jun

Este é o tema do debate que o Colégio de Aplicação da UFRJ e a Associação de Pais, Alunos e Amigos do CAp-UFRJ realizarão no dia 7 de julho, às 18h30, no Auditório do CAp. Toda Comunidade Capiana está convidada a comparecer.

Por questões de organização, a mesa solicita que as perguntas da Comunidade Capiana sejam enviadas por escrito antecipadamente. Envie sua pergunta na área de comentários ao final deste post. Não se esqueça de incluir seu nome e turma e especificar se é aluno, professor, responsável ou técnico.

Segue o convite:

Tecendo diálogos

O cotidiano da escola é constantemente atravessado por questões da vida para além de seus muros e assim deve ser. No entanto, algumas vezes esse atravessamento nos coloca de frente com questões que não estão colocadas nos manuais didáticos. O furto na escola é uma dessas questões. Como lidar com um tema tão delicado sem ferir princípios éticos? Que outros atravessamentos estão enredados a este tema?

Para discutirmos esta e outras questões, o Colégio de Aplicação e a Associação de Pais, Alunos e Amigos do CAp-UFRJ convidam para o primeiro Tecendo diálogos:


“Questões de ética e delicadeza – O FURTO NA ESCOLA – desafios e enfrentamentos”

Dia: 7 de julho de 2016

Hora: das 18h30 às 20h30

Local: Auditório do CAp

Endereço: Rua J. J. Seabra s/n – Lagoa – Rio de Janeiro


Mesa:

Abertura 

ProfªDrª Cris Miranda

  • Diretora Geral CAp/UFRJ

Wilson Pessanha

  • Presidente da APACAp

Debatedores

Prof Dr Roberto Marques

  • Professor do Departamento de Didática da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Autor da Tese: Que escola é essa que nós queremos? – Produção de sentidos de uma escola nas perspectivas docentes. (2013)
  • Currículo Lattes

ProfªDrª Aline Veríssimo Monteiro

  • Professora Adjunta de Psicologia da Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Coautora do livro: “Educação, violência e contemporaneidade”, Editora da UFF, 2013.
  • Currículo Lattes

Profª Drª Cristiana Carneiro – a confirmar

  • Professora Adjunta de Psicologia da Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Autora da Tese: Tempo e destino no contemporâneo: uma leitura do sujeito através da adolescência (2002)
  • Currículo Lattes

Mediação – APACAp

Dr. Claudio Olimpio Lemos de Carvalho

  • Pai de aluna matriculada no CAp UFRJ
  • Juiz do Trabalho

4 Respostas to “Questões de ética e delicadeza – O FURTO NA ESCOLA – desafios e enfrentamentos”

  1. Dilaine de Oliveira 29 de Junho de 2016 às 13:56 #

    Primeiramente, parabenizo a Direção e a APACAP pela iniciativa. Minha questão: O que pode estar motivando o furto tem a ver com os valores da sociedade de consumo. Mais importante do que orientar a não furtar é cultivar junto de nossos filhos valores compatíveis com o tipo de vida que sonhamos, para que eles entendam que mais importa ser do que ter. Como pensar e agir diante do atropelo do consumismo? Como despertar a consciência crítica, primeiramente nos pais, e também nos filhos? Que atitudes nossas indicam às crianças que realmente estamos dispostos a nos esforçar em prol do consumo sustentável?
    Dilaine de Oliveira Pereira, mãe do Davi de Oliveira Lima, turma 16B.

  2. Marcelo Tonassi 3 de Julho de 2016 às 8:57 #

    Parabenizo também a Direção da APACAP pela iniciativa e por sua doação voltuntaria a gestão dos temas comuns. Minhas perguntas aos debatedores:
    1- Quais são os impactos aos indivíduos que não se sentem seguros dentro de um ambiente escolar?
    2- Existe verdadeira liberdade sem segurança?
    3 – Sabendo que os pais são “co-autores” das ações de seus filhos, por omissão ou desvio de educação e que a influência dos mesmos sobre as crianças pode ser muito maior que a do colégio, pergunto que ações práticas o colégio deveria tomar para mudar o contexto de insegurança?
    4 – Pequenos delitos sem a efetiva responsabilização podem evoluir para grandes delitos, como cortar essa cadeia com ações praticas?
    5 – Educação e concitentizacao são sempre bem vindas e geram bons efeitos futuros, mas que ações práticas podem ser adotadas para mudar o presente e trazer sensação de segurança para nossos filhos?

    Marcelo Tonassi, pai da Camila Tonassi, turma 13B

  3. WSB 3 de Julho de 2016 às 15:41 #

    Parabéns pela iniciativa, seriedade e competência dos debatedores diante de um tema tão delicado como este.
    Gostaria, no entanto, de sugerir que, além da importantíssima discussão acerca dos desafios postos à sociedade contemporânea, o debate também abordasse questões de ordem prática, muitas das quais ultrapassam a esfera da ação, do dever e da responsabilidade própria à relação escola, pais e filhos, uma vez que a comunidade capiana é formada por um universo de atores diferenciados. Fato que, por si só, aponta para a necessidade da adoção de ações de cunho administrativo.
    Enfatizo, contudo, que tais ações devem, necessariamente, adequar-se à especificidade do ambiente no qual estamos inseridos, um espaço público voltado à Educação!
    Conclamo a todos que, nessa oportunidade, procurem buscar uma solução de ordem prática pela qual, a curto prazo, possamos por fim a um problema que vem se arrastando no CAp há algum tempo.
    Problema, aliás, presente na sociedade como um todo, hoje e sempre.
    Simone Bessa 19-B

  4. Marcelo Tonassi 3 de Julho de 2016 às 18:38 #

    Parabenizo também a Direção da APACAP pela iniciativa e por sua doação voltuntaria a gestão dos temas comuns. Minhas perguntas aos debatedores: 1- Quais são os impactos aos indivíduos que não se sentem seguros dentro de um ambiente escolar? 2- Existe verdadeira liberdade sem segurança? 3 – Sabendo que os pais são “co-autores” das ações de seus filhos, por omissão ou desvio de educação e que a influência dos mesmos sobre as crianças pode ser muito maior que a do colégio, pergunto que ações práticas o colégio deveria tomar para mudar o contexto de insegurança? 4 – Pequenos delitos sem a efetiva responsabilização podem evoluir para grandes delitos, como cortar essa cadeia com ações praticas? 5 – Educação e concitentizacao são sempre bem vindas e geram bons efeitos futuros, mas que ações práticas podem ser adotadas para mudar o presente e trazer sensação de segurança para nossos filhos?

    Marcelo Tonassi, pai da Camila Tonassi, turma 13B

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: