Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ

2 Dez

Resumo da Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ realizada no modo remoto em 01 de Dezembro de 2020.

            O Grupo de Trabalho Protocolos de Retorno Pós-Pandemia foi criado seguindo a orientação da Reitoria da UFRJ para ajudar na tomada de decisão sobre as condições de retorno às aulas presenciais no colégio, no período pós-pandemia do Covid-19. Este GT foi oficializado pela Direção Geral às famílias, em 26 de junho de 2020, na circular “Novas ações pedagógicas remotas e acesso a materiais didáticos que estão na escola” e conta com a representação de professores, técnicos, estudantes e APACAp. 

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp.

Resumo da Reunião:

            O GT Pós-Pandemia do CAp se reuniu na terça-feira, 01/12.

Dia 1° de dezembro o GT Protocolo de Retorno se reuniu, traçou ações e verificou a situação das salas de aula da unidade Lagoa, que recebeu parte do grupo para vistoria. Ficou acordado que um dos integrantes fará o resumo de necessidades para entregar a direção geral facilitando a percepção das ações necessárias. A avaliação de cada sala individualmente será guardada e utilizada para conferência após intervenções sinalizadas. Segue a lista com os itens que foram verificados na unidade Lagoa e que ainda serão feitos na unidade Fundão.

Dois integrantes ficaram responsáveis por calcular o número máximo de estudantes para cada sala. Cabe salientar que ainda faltam os dados acerca do número de estudantes, número de professores e profissionais de apoio (inclusive o levantamento de quais pertencem ao grupo de risco) e isso dificulta a elaboração de estratégias. Apesar de terem sugerido trabalhar com hipóteses de metade da turma, a APACAp novamente sinalizou a necessidade de números exatos para não sermos surpreendidos com estimativas.  Ficou acordado de buscar o número de estudantes com a DAE e o número de funcionários com a secretária da Direção Geral. Foi sugerido um formulário virtual para levantamento de quais funcionários compõem o grupo de risco.
Também será solicitada à Direção Geral informação mais precisa sobre o que já foi comprado.

Houve um debate acerca do que é ideal e do que é possível em um cenário de limitações de verbas, em comum acordo ficou combinado que serão apontadas as condições adequadas para minimizar os riscos. Foi mencionado por um integrante e pelo responsável do GT que o mesmo é apenas propositivo e que as determinações serão de fato aprovadas no CONDIR.

            A APACAp foi representada nessa reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia por por Joana Moreira.

            As famílias podem enviar sugestões e/ou encaminhamentos para o GT através do email apacap.ufrj@gmail.com.

APACAp

Gestão 2019-2020

Abaixo notas técnicas da Fiocruz e do GT multidisciplinar para o enfrentamento da Covid-19 da UFRJ

Informe: APACAp no ConDir 17/11

23 Nov

RELATO DO CONDir do CAp UFRJ

Reunião Remota do Conselho Diretor – ConDir, 17 de Novembro de 2020, 14h.

            O Conselho Diretor (ConDir) é o órgão máximo deliberativo do CAp UFRJ, criado pelo Regimento do Colégio e aprovado no Conselho Universitário – Consuni -, em 27/07/2018. O colegiado aprecia e delibera sobre temas pedagógicos e administrativos. As famílias compõem o ConDir desde 12/2018, através da APACAp, graças à demanda da Associação defendida durante a elaboração do novo Regimento do CAp.

            A comunidade escolar está representada no ConDir pelo(a) Diretor e Vice-Diretor(a) do colégio, e professores(as) da Diretoria Adjunta de Ensino (DAE), da Diretoria Adjunta de Licenciatura, Pesquisa e Extensão (DALPE), pelos Coordenadores(as) dos Setores Curriculares, por três Técnicos(as) Administrativos(as), por três representantes dos alunos(as) e por dois representantes das famílias (APACAp). Todos os membros do ConDir têm direito a voz e voto. Os conselheiros se reúnem quinzenalmente no CAp, salvo agenda excepcional.

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp. Ficam registrados os temas da Pauta(*) e apenas os encaminhamentos com participação da APACAp no ConDir. O presente relato não substitui a ata formal da Reunião Ordinária do ConDir, a ser divulgada pela Direção Geral do CAp.

(*) A íntegra da Pauta é enviada com antecedência pela presidência do ConDir aos conselheiros. A APACAp recebe o documento através do e-mail oficial: apacap.ufrj@gmail.com.

Pauta do Conselho Diretor – 17 de novembro de 2020.

 1. Expediente:

1. Informes:

1.1. Direção Geral

1.2. DALPE

1.3. DAE

1.4. Conselheiros

1.5. Representações

2. Ordem do Dia:

2.1. Ata – ConDir;

2.2. Afastamentos de sede – do/no país;

2.3. Apreciação de Projetos;

2.4. Homologação de progressões docentes e/ou RSC;

2.5. Normas de avaliação;

2.6. Edital Admissão 2021

Informes da Direção Geral:

Resultado do Edital Inclusão Digital: O Resultado já está na página do CAp.

Foram 34 Inscritos para 15 vagas. Todos os alunos que pediram chip foram contemplados (13 alunos). Ainda cabe recurso dos que não foram contemplados.

Demissão da Dona Elza: A demissão causou consternação pois dona Elza estava há mais de 20 anos e muito dedicada ao CAp. A escola não pode legalmente pressionar a empresa, mas a DG terá reunião com a PR6 para sugerir revisão do número de terceirizados do setor de limpeza que possa permitir o retorno da D. Elza. A DG sabe que não há garantias de aceite do pedido e acredita que uma decisão não será rápida.  O corte de funcionários terceirizados é devido à redução de recursos da UFRJ.

Furtos ocorridos na escola no período da pandemia: A empresa terceirizada vai pagar pelos equipamentos dos Setores de História (notebook) e Francês (impressora). O equipamento de Desenho Geométrico não será reposto pois a porta do armário não estava arrombada.

Nota do GT UFRJ que recomendou a volta dos estudantes do município do Rio de Janeiro: DG informou que em outubro o CAp e a Faculdade de Educação da foram chamados para compor o Subgrupo GT Multidisciplinar da UFRJ sobre Pandemia. CAp e a Faculdade de Educação foram contra a saída da nota que não levou em consideração as instalações das escolas públicas do município. Enfatizaram que é preciso ouvir os docentes. Segundo a DG, a informação científica que aponta para o menor vetor de transmissibilidade das crianças de até 10 anos, considerada para emissão da nota, não é consenso científico. O CAp contribui para a redação de nova nota técnica e vai assinar o documento apenas se o conteúdo estiver de acordo com os protocolos adotados pelo colégio.

Conselheiros do ConDir lembrou que escolas europeias (como França e Alemanha) voltaram porque nesses países houve testagem em massa e que no Brasil não tem controle e nem testagem.

APACAp registrou no chat da reunião que além dos professores deve-se ouvir também as famílias dos estudantes.

– Seleção de substitutos: O edital de seleção vai contemplar as vagas dos professores de vários setores curriculares que não podem ter contrato estendido até abril de 2021, quando termina o ano letivo 2020. Os professores substitutos para lecionar no ano letivo 2021 estão sendo quantificados e a contratação será feita por novo edital.

Edital de Acesso 2021 – Documento está na fase final de redação e segue para aprovação do CEG, com publicação prevista para a 1ª. semana de dezembro na página do CAp. O acesso será por sorteio para todos os anos, sem prova, sem taxa e com vagas para Ed. Infantil, 1º. ano do EF I, 6º. ano do EF II e 1º. ano EM. A inscrição será feita pela internet, coordenada pela STIC – Superintendência de Tecnologia de Informação Científica da UFRJ.

Essa dinâmica marca também o processo de informatização do CAp que deverá ter matrícula, boletins e circulares também no formato digital, além de um sistema integrado para registro da trajetória do aluno no colégio.

O setor de Educação Infantil aproveitou para externar o contentamento da Educação Infantil pela primeira integrar o edital do CAp e participar do sistema de cotas.

Informes da APACAp:

1 – Demissão da Dona Elza: APACAp externou preocupação das famílias e dos alunos com Dona Elza e perguntou sobre as possibilidades de reversão dessa demissão. da escola poder escolher os funcionários terceirizados que trabalham na escola, pois segundo uma mãe professora da escola estadual é possível a escolha do profissional terceirizado.

R:  A DG informou que lei federal impede a escolha dos terceirizados, podendo o contratante apenas sugerir profissionais que têm experiência anterior na unidade.  Pediu apoio da APACAp no envio de carta à PR6 reforçando pedido de revisão da demissão da D. Elza. APACAp pergunta se ela poderia ser recontratada em outro cargo, deixando de ser encarregada. É possível, mas talvez não recomendado pela idade da funcionária. A representante do Grêmio reforçou a preocupação dos alunos e sugeriu a APACAp ação conjunta na forma de abaixo assinado a ser também encaminhado à PR6.

2- Quadra: APACAp expõe mais uma vez preocupação com o não início das obras e com a possibilidade de perder a verba parlamentar!

R: A Direção pediu uma reunião com ETU, PR6 e APACAp para a terça-feira, 24/11.

3- Live DG CAp sobre IDEB 2019 X avaliação de aprendizagem + Ensino Remoto: Reforçada a recomendação para encontro com as famílias para tratar dos temas sensíveis. Sugerido fortemente que a live aconteça antes do recesso e férias de janeiro. A escola segue em ensino remoto até abril de 2021 e é preciso informar e esclarecer as famílias sobre os critérios de avaliação da educação no CAp e as impressões sobre o ensino remoto, incluindo os critérios de avaliação e os cenários de volta às aulas presenciais em 2021.

R: O pedido permanece no “radar” da DG, mas não é possível registrar uma data de realização da live.  

4- GT Protocolo de retorno: A APACAp pede que o GT traga avaliações e etapas para o futuro retorno dentro do cenário com vacina ou sem vacina: A APACAp foi informada em reunião com a DG sobre a compra de suprimentos, materiais e obras para equipar a escola na volta às aulas presenciais, a saber: álcool gel, máscaras, sabão, novas torneiras de pressão, ventiladores, paredes do pátio vão ser azulejadas para facilitar limpeza etc.  Isso precisa ser dito à comunidade.

 – Já existe a avaliação do que será necessário em termos de infraestrutura? Já existe a avaliação do que será necessário em termos de contratação de profissionais? O que de concreto o GT tem para apresentar à comunidade? Faltam informações sobre metragem das salas, quantidade de alunos por turma, apontamento de infraestrutura deficitária etc. Dados que foram requeridos e que ainda não chegaram no GT.

– A APACAp publica resumo das reuniões e reclamou a publicação de ata das reuniões para manter a comunidade informada, em particular as famílias.

– Professor responsável pelo GT informou que membros do grupo de trabalho vão visitar as sedes do colégio para redigir relatório. APACAp novamente apontou que é importante levar infectologistas da UFRJ às sedes do CAp para ajustar o olhar dos especialistas à realidade da escola.

5- Conteúdos Programáticos –Muitas famílias ainda não receberam os conteúdos programáticos que seriam abordados nessa fase remota. Isso foi compromisso da direção quando expôs a metodologia do ensino emergencial e nas reuniões com as famílias. Essa informação norteia as famílias no acompanhamento do ensino dos filhos. DAE pediu para informar por email quais séries ainda não receberam, Informamos que todo o segmento da EF I ainda não recebeu e alguns anos do EF II.

6- APACAp pede que o CAp publicize as discussões. A APACAp publica regularmente o resumo de todas as representações, isso significa ir às reuniões e reportar às famílias o que foi representado pela Associação, os debates e decisões.  O CAp, no entanto, pública pouco ou quase nada. Realiza inúmeras reunião e não publica atas. Não dá visibilidade às discussões da escola e pior, solicita ou cita inúmeras vezes a APACAp para dar esclarecimentos às famílias. Consideramos que mantemos canais de comunicação atualizados e transparentes que, no entanto, não são “oficiais” da escola. Pedimos que a escola melhore essa comunicação. Publicando as atas das reuniões do colégio, a começar pela ata desse ConDir, como a APACAp já pediu inúmeros vezes.

– Informes do Erer e Artes Visuais: Os vídeos das conversas com especialistas sobre política étnico-raciais, necropolítica e cotas já estão no site CAp na Quarentena. Haverá mais encontros nas próximas semanas.

– Informe da Corrente do Bem: Cestas adquiridas com doações da 5ª etapa serão entregues na próxima semana.  

– A 6ª etapa da campanha começará no final de novembro e para os funcionários terceirizados do CAp as cestas vão incluir itens de Natal. Coordenação da ação pede apoio da comunidade e ressalta que desde março já foram entregues quase duas mil cestas básicas às famílias de alunos, terceirizados e comunidades periféricas da cidade.  

Informe do Grêmio: Representante registrou preocupação com a situação da Dona Elza. Estão querem fazer um abaixo assinado pedindo a volta da D. Elza e estão fazendo doações em dinheiro à funcionária, em apoio à campanha interna que mobiliza professores, técnicos, alunos e famílias. Propõe ação com a APACAp.

R: APACAp aceita convite e acerta contato posterior para tratar do abaixo assinado.

– Informe do NEEI: Concluído com êxito o primeiro curso de Libras do CAp. Um segundo módulo está sendo planejado para o ano letivo 2021.

Ordem do dia:

Normas de avaliação: A Resolução sobre avaliação no período de atividades remotas foi aprovada e em breve será publicada.

A APACAp votou favorável ao critério de avaliação que considera o terceiro conceito do aluno uma média dos dois conceitos anteriores. Apoiou o critério de reprovação que considere abonar faltas por eventual dificuldade de acesso remoto e questões sensíveis reportadas, com antecedência, pelas famílias à escola.

Alguns critérios definidos, já mencionados no resumo anterior publicado pela APACAp:

As avaliações serão expressas por conceitos, conforme a sequência:

MB – Muito Bom; B – Bom; R – Regular; D – Deficitário e I – Insuficiente

O Conceito atribuído a cada período deverá ser resultante de avaliações processuais e de aproveitamento conforme estipulado por cada Setor Curricular por meio de:

a) – Presença, assiduidade, comportamento e interação nos encontros síncronos;

b) Participação e comprometimento nas atividades propostas no âmbito da disciplina e dos projetos interdisciplinares;

c) Atividades realizadas de forma síncrona (Avaliação oral; provas on line; Trabalhos práticos a serem realizados/apresentados de forma síncrona; Atividades Escritas, Apresentações de cena, Apresentações de seminários, Exercícios realizados durante os encontros síncronos;

d) Atividades realizadas de forma assíncrona – realização e prazo de entrega (Trabalhos individuais e/ou em grupo assíncronos, Trabalhos práticos a serem realizados de forma assíncrona, Postagem de material audiovisual a partir das propostas realizadas sincronamente, Produções textuais autorais orais, escritas ou multimodais; Resenhas de filmes, leitura de textos e produção escrita;

e) Autoavaliação orientada pelos docentes;

            A APACAp foi representada nessa reunião do ConDir por Isabel Mello e Patricia Boueri.

APACAp

Gestão 2019-2020

RJ, 17/11/2020.

Abaixo segue o PDF da Resolução Avaliação para Período de Atividades Remotas aprovada no ConDir.

Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ

16 Nov

Resumo da Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ

realizada no modo remoto em 10 de novembro de 2020.

            O Grupo de Trabalho Protocolos de Retorno Pós-Pandemia foi criado seguindo a orientação da Reitoria da UFRJ para ajudar na tomada de decisão sobre as condições de retorno às aulas presenciais no colégio, no período pós-pandemia do Covid-19. Este GT foi oficializado pela Direção Geral às famílias, em 26 de junho de 2020, na circular “Novas ações pedagógicas remotas e acesso a materiais didáticos que estão na escola” e conta com a representação de professores, técnicos, estudantes e APACAp. 

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp.

Resumo da Reunião:

            Em 10 novembro de 2020 o GT Protocolo de Retorno remotamente

A reunião contou com um pequeno grupo de pessoas porque o horário está coincidindo com outras reuniões e/ou aulas. Um professor disse que precisará ser substituído porque o seu contrato está se encerrando.

Novamente foram mencionadas questões do cotidiano que precisam ser pensadas detalhadamente para o retorno. A dimensão das salas de aula, o quantitativo de funcionário e de estudantes serão apresentados na próxima reunião. O grupo de trabalho entendeu a importância de ser elaborado um pequeno formulário acerca das questões estruturais que precisam ser analisadas em todas as salas, alguns apontamentos foram feitos e uma integrante ficou responsável por finalizar o documento. O grupo que fará as vistorias nas unidades já foi determinado, será pequeno e seguirão todos os protocolos sanitário durante as analises nas unidades Lagoa e Fundão.

A APACAp foi representada nessa reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-

Pandemia por Joana Moreira.

As famílias podem enviar sugestões e/ou encaminhamentos para o GT através do email: apacap.ufrj@gmail.com

APACAp

Gestão 2019-2020

A ADUFERJ -Sindicato dos professores da UFRJ – postou em seu site uma matéria com falas de pesquisadores, da reitora e da diretora do CAp sobre o assunto retorno pós-pandemia. Segue o link abaixo.

Informe: APACAp no ConDir 03/11

11 Nov

RELATO DO CONDir do CAp UFRJ

Reunião Remota do Conselho Diretor – ConDir, 03 de novembro de 2020, 14 h.

            O Conselho Diretor (ConDir) é o órgão máximo deliberativo do CAp UFRJ, criado pelo Regimento do Colégio e aprovado no Conselho Universitário – Consuni -, em 27/07/2018. O colegiado aprecia e delibera sobre temas pedagógicos e administrativos. As famílias compõem o ConDir desde 12/2018, através da APACAp, graças à demanda da Associação defendida durante a elaboração do novo Regimento do CAp.

            A comunidade escolar está representada no ConDir pelo(a) Diretor e Vice-Diretor(a) do colégio, e professores(as) da Diretoria Adjunta de Ensino (DAE), da Diretoria Adjunta de Licenciatura, Pesquisa e Extensão (DALPE), pelos Coordenadores(as) dos Setores Curriculares, por três Técnicos(as) Administrativos(as), por três representantes dos alunos(as) e por dois representantes das famílias (APACAp). Todos os membros do ConDir têm direito a voz e voto. Os conselheiros se reúnem quinzenalmente no CAp, salvo agenda excepcional.

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp. Ficam registrados os temas da Pauta (*) e apenas os encaminhamentos com participação da APACAp no ConDir. O presente relato não substitui a ata formal da Reunião Ordinária do ConDir, a ser divulgada pela Direção Geral do CAp.

(*) A íntegra da Pauta é enviada com antecedência pela presidência do ConDir aos conselheiros. A APACAp recebe o documento através do e-mail oficial: apacap.ufrj@gmail.com.

Condir Extraordinário 03/11

PAUTA:

1. Homologação do Resultado do Trabalho da Comissão de Alocação de Vagas – CAV CAp.

O CAV é a Comissão de Avaliação de Vagas do CAp. Essa comissão é eleita anualmente. São estudadas as vagas efetivas e para qual setor a vaga poderá ir seguindo critérios de carga horária (contagem de tempo de trabalho), apoio de licenciandos, e lugar na fila de espera para a vaga. A escola faz um cálculo matemático tirando uma média dos últimos anos de trabalho de cada setor. Nesse estudo foi considerado Ensino Médio e Ensino Fundamental. O Estudo para Educação Infantil não entrou nesse critério pois não pode entrar em de vagas de aposentadoria. Existe uma contagem de tempo, de carga horária semanal básica para vaga de efetivo de aposentadoria que está atrelada ao Ensino Fundamental e Ensino Médio, pelo menos neste momento.

A comissão apresentou dados de 2017, 2018 e 2019.

A direção falou que o CAV pode fazer estudos e rever critérios futuros para a Educação Infantil.

O setor de Artes Visuais lembrou que os setores de Artes e de Música atendem a todos os seguimentos do CAp, inclusive a Educação Infantil.

O professor de Espanhol lembrou à comissão que a carga horária básica obrigatória de Espanhol aumentou com a mudança de currículo passando a ser língua oficial. A carga horária didática básica totalizou 8 tempos e não 4 (sem licenciatura/licenciandos) em 2020.  A CAV acatou o pedido de mudança.

O setor de Geografia apresentou inconsistência de dados de seu setor nas tabelas anteriores. Foi feita a avaliação e a correção foi feita. A retificação deverá constar na Ata.

Na próxima avaliação de vagas serão analisados os critérios de 2018, 2019 e 2020. A DG lembrou que 2020 foi um ano atípico isso ainda deverá ser estudado. A direção falou ainda da  importância dos critérios predeterminados para o sistema de distribuição de vagas, que foi uma conquista da escola há algum tempo, dando segurança aos setores que sabem com antecedência quais critérios tem que seguir para conseguir uma vaga efetiva.

O CAp conta com 104 professores efetivos a partir de 2017.

Foi confirmada a vaga do SOE que tem até dia 31/12 /2020 para preencher a vaga. Esse ano não é mais possível abrir concurso, por isso o setor precisa achar um candidato aprovado em algum concurso de IFs, ou seja, aproveitamento de concurso, lembrando que a vaga precisa ser da carreira EBTT.

A DG lembrou que a UFRJ deve duas vagas efetivas ao CAp deverá ir para Lingua Portuguesa e Inglês, segundo os critérios do CAV.

-Foi pedido pelo setor de química o envio no final dos trabalhos por email a todos os setores para arquivamento.

-A Comissão falou que nenhum professor pode ter menos que 8 tempos na Ed. Básica.

-Setor de matemática lembrou que ainda tem um concurso em validade, caso haja problemas no setor.

O resultado da CAV foi homologado após as correções sem votos contrários.

DG informou que há ainda dois concursos em aberto: Química e Artes Cênicas.

Informou que os setores Biologia e Música conseguiram vagas e esperam os candidatos a chegar.

DG pediu prorrogação de representação no CEG e CONSUNI para professores do CAp que terminou agora. Foi votado e aceito o pedido estendido por mais um mês o mandato no CEG e CONSUNI.

A APACAp foi representada na reunião do ConDir por Isabel Mello.

APACAp

Gestão 2019-2020

RJ, 11/11/2020.

Resumo da Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ 20/10

23 Out

Resumo da Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ

realizada no modo remoto em 20 de outubro de 2020.

            O Grupo de Trabalho Protocolos de Retorno Pós-Pandemia foi criado seguindo a orientação da Reitoria da UFRJ para ajudar na tomada de decisão sobre as condições de retorno às aulas presenciais no colégio, no período pós-pandemia do Covid-19. Este GT foi oficializado pela Direção Geral às famílias, em 26 de junho de 2020, na circular “Novas ações pedagógicas remotas e acesso a materiais didáticos que estão na escola” e conta com a representação de professores, técnicos, estudantes e APACAp. 

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp.

Resumo da Reunião:

            Em 20 de outubro de 2020 o GT Protocolo de Retorno se reuniu e estiveram presentes seis pessoas.

A reunião começou fazendo uma avaliação do que havia acontecido até o momento e a necessidade de reorganização dos trabalhos em função do horário dos professores, já que o cenário é diferente do momento de implantação do GT, porque atualmente existe encontro com as turmas no mesmo horário da reunião.

A APACAp apontou a importância de todos os subgrupos e que existem questões comuns entre eles, porém sinalizou a urgência de um levantamento específico e detalhado acerca da infraestrutura e do quantitativo de funcionários da escola tendo em vista que soluções para essas questões exigem um trâmite externo e envolve verbas.

Foram iniciadas discussões a cerca do número de estudantes em cada sala de aula, a circulação nos espaços comuns, uso de salas coletivas, diferentes necessidades das faixas etárias, especificidades da educação especial, intervalo entre um turno e outro, higienização das salas, deslocamento até a escola, necessidade de ampliação do quadro de funcionários, material de higienização e outras questões que envolvem a segurança para retorno às aulas.

Solicitamos também que a escola convide o professor Roberto Medronho que realizou uma palestra ao grupo e preside o GT Protocolo de Retorno da UFRJ para conhecer e avaliar as questões específicas das unidades Lagoa e Fundão.

Será solicitado à Direção Geral do CAp, que não pode estar presente, que apresente ao grupo as informações que têm acerca das medidas e espaços físicos, assim como o quadros de funcionários da escola.

Ficou acordado que na próxima reunião, 3/10 ou 10/10, todos os grupos estarão dedicados a pensar questões de infraestrutura.

A APACAp foi representada nessa reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-

Pandemia por Joana Moreira.

As famílias podem enviar sugestões e/ou encaminhamentos para o GT através do email: apacap.ufrj@gmail.com

APACAp

Gestão 2019-2020

APACAp saúda os professores do CAp UFRJ

15 Out

APACAp saúda os professores do CAp UFRJ e os professores formados no Cap UFRJ, desejando saúde e boas conquistas! Ao longo de gerações, as famílias capianas testemunham como a educação pública e de qualidade transforma a vida das crianças e dos jovens. Somos parceiros nessa caminhada que une escola e famílias na formação de cidadãos críticos e livres.

Informe: APACAp no ConDir 13/10

15 Out

RELATO DO CONDir do CAp UFRJ

Reunião Remota do Conselho Diretor – ConDir, 13 de outubro de 2020, 14 h.

            O Conselho Diretor (ConDir) é o órgão máximo deliberativo do CAp UFRJ, criado pelo Regimento do Colégio e aprovado no Conselho Universitário – Consuni -, em 27/07/2018. O colegiado aprecia e delibera sobre temas pedagógicos e administrativos. As famílias compõem o ConDir desde 12/2018, através da APACAp, graças à demanda da Associação defendida durante a elaboração do novo Regimento do CAp.

            A comunidade escolar está representada no ConDir pelo(a) Diretor e Vice-Diretor(a) do colégio, e professores(as) da Diretoria Adjunta de Ensino (DAE), da Diretoria Adjunta de Licenciatura, Pesquisa e Extensão (DALPE), pelos Coordenadores(as) dos Setores Curriculares, por três Técnicos(as) Administrativos(as), por três representantes dos alunos(as) e por dois representantes das famílias (APACAp). Todos os membros do ConDir têm direito a voz e voto. Os conselheiros se reúnem quinzenalmente no CAp, salvo agenda excepcional.

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp. Ficam registrados os temas da Pauta (*) e apenas os encaminhamentos com participação da APACAp no ConDir. O presente relato não substitui a ata formal da Reunião Ordinária do ConDir, a ser divulgada pela Direção Geral do CAp.

(*) A íntegra da Pauta é enviada com antecedência pela presidência do ConDir aos conselheiros. A APACAp recebe o documento através do e-mail oficial: apacap.ufrj@gmail.com.

Conselho Diretor – 13 de outubro de 2020

PAUTA:
1. Expediente:

1. Informes:

1.1. Direção Geral

1.2. DALPE

1.3. DAE

1.4. Conselheiros

1.5. Representações

2. Ordem do Dia:

2.1. Ata – ConDir;

2.2. Afastamentos de sede – do/no país;

2.3. Apreciação de Projetos;

2.4. Homologação de progressões docentes e/ou RSC;

2.5. Normas de avaliação;

2.6. Períodos avaliativos no calendário;

2.7 Decreto sobre Educação Especial.

Informes:

A APACAp excepcionalmente começou com os informes e apresentação da pauta:

Informes APACAp

Aluno sem assistir aulas: A APACAp recebeu a informação que há uma criança, aluno do 1 ano do EF, sem conseguir assistir aula por falta de acesso digital (celular, computador). A escola está ciente desse problema? Quantos alunos ainda estão nessa situação? Como a Associação de pais pode ajudar para que TODOS os alunos estejam assistindo as aulas?

– Quantos alunos ainda estão sem equipamento? O colégio tem um equipamento considerado “ok” para assistir as aulas e que possa ceder aos alunos? O colégio orientou as famílias sobre qual equipamento comprar com o dinheiro do Auxílio Estudantil da UFRJ? Que contato a escola tem procurado com os que não entraram ou têm muitas faltas? Há mapeamento de frequência dos alunos por turma? A APACAp enviou carta à DAE pedindo mais informações sobre esse assunto e ainda não obteve resposta;

– Professores substitutos para 2020: “status” de chegada em sala de aula dos profs. Substituto: 9o. Ano não tem Português; 2o ano do EM não tem Química. Quantos já chegaram? Quantos faltam chegar? Qual a DATA? E como está a apuração dos profs. substitutos para o calendário 2021? Já temos informação que há contratos vencendo em novembro e dezembro de 2020, mas há também jan/fev/mar de 2021.

– Novo calendário letivo 2020 – Ensino remoto. Ainda não foi divulgado às famílias.

Data da live sobre IDEB 2019 e as primeiras impressões sobre o ano letivo remoto. Famílias sabem pouco sobre os temas.

O conteúdo programático prometido na reunião ainda não foi entregue a nenhuma série do Ensino Fundamental 1. Os pais cobram o que ia ser dado – antes da pandemia – e o novo programa, ajustado para tempos remotos. Já trouxemos isso no ConDir passado e a DAE ficou de verificar. O que está acontecendo? Por que uns anos recebem e outros não, se foi compromisso da escola com todas as famílias?

Obras estruturais na escola: Na sequência, o GT Protocolo de Retorno Pós-Pandemia voltou à ativa e ouviu na última reunião o infectologista e prof. da UFRJ Roberto Medronho sobre a necessidade de obras estruturais na escola para melhorar ventilação etc, como pré-requisito para volta às aulas seguro. Como a escola vai avançar sobre essa demanda? Vamos à reitoria? A APACAp se apresenta!

– Acesso à gravação da última reunião do GT Protocolo de Retorno – para ciência de toda a diretoria da Associação, já que os membros da APACAp se revezam no comparecimento às reuniões. O material não será divulgado. Representante da APACAp esteve na reunião e fez resumo que está publicado no blog da Associação.

Obra da quadra: o mandato da Dep. Talíria Petrone quer fotos da obra na escola para prestar contas da verba de emenda parlamentar. Precisamos informar ao mandato como está a obra e como será o acesso ao colégio.

Lista atualizada de itens para equipar o colégio. Para termos pronto para apresentar a toda e qualquer “janela” de pedido de verba. Há lista de itens para equipar o colégio já organizada pela gestão passada e que cabe revisão. Acompanhamos chamadas de parlamentares à sociedade, oportunizando o envio de pedido de verba parlamentar.  

Informes DAE:

  • Informou estar em contato com famílias dos estudantes que não estão assistindo às aulas.
  • A família do estudante que a APACAp pediu esclarecimento está em contato com a DAE desde 30 de setembro
  • DAE agradeceu aos técnicos que estão controlando e informando a DAE da frequência das aulas remotas, mas não liberou essa informação alegando que os registros estão sendo compilados e serão divulgados em breve.
  • Sobre o conteúdo programático: alguns Setores Curriculares pediram mais tempo para informar às famílias sobre o planejamento de Conteúdo Programático para o Ensino Remoto Emergencial, pois ainda estão avaliando o andamento do trabalho no novo formato.

Informes DALPE:

  • PR5 (UFRJ) está programando Semana da Ciência e Tecnologia em outubro com uma série de temas ligados à tecnologia e Inteligência Artificial. Solicitada a divulgação dos coordenadores dos Setores Curriculares a todos os professores.

Informes Direção:

  • Professores Substitutos: Estão aguardando a contratação de 11 professores substitutos. Não têm turma sem aula por causa da falta de substitutos pois os professores estão cobrindo as faltas e por conta disso estão sobrecarregados e adoecendo. Tem que mobilizar esse conselho porque houve modificação no procedimento. O “ok” para a contratação já saiu, mas não houve retorno. Querem a ajuda para que seja atendido o pedido de substituto 2020. Há cortes de recursos, o que faz com que a Universidade seja mais dura em relação aos contratos de funcionários. Há preocupação com cortes no quadro de limpeza, como foi informado no último ConDir.
  • Foi aprovado calendário letivo no CONSUNI.
  • Direção está acompanhando caso do aluno sem equipamento. E de outros alunos que não conseguiram acessar o Edital.
  • A Pró-Reitoria (PR7) anunciou reabertura de edital de auxílio digital – vai reabrir no mesmo molde do anterior.
  • Haverá uma live dia 14/10 às 18:00, quarta-feira sobre organização de estudos e ferramentas digitais como o Google Classroom.
  • A live sobre o IDEB está em outra lista de prioridades, mas será agendada.
  • A Direção informa que vai manter o distanciamento social. Não vai fazer retorno nesse momento. Tal qual as escolas municipais e estaduais, o CAp UFRJ não vai ter retorno presencial nesse momento. Não pode ter retorno presencial sem estrutura. As reuniões do GT Protocolo de Retorno serão às terças, alternando com o CONDIR.
  • Está autorizada a fotografia das obras da quadra.
  • Pauta técnica vai apontar quais as condições necessárias para o retorno seguro. Não é retorno ou não retorno.
  • Foi furtado um equipamento de data show da escola. Abriram sindicância interna. Há preocupação com outros furtos.

Decreto sobre Educação Especial

Foi aprovado, com ajustes, e por unanimidade, uma carta de repúdio ao novo decreto sobre educação especial que representa um retrocesso às conquistas até agora.

Períodos avaliativos no calendário

A Direção apresentou proposta de Avaliação e períodos avaliativos para o Ano Letivo 2020. A discussão não chegou a um consenso e por isso foi adiada até o próximo ConDir. Pontos a serem decididos:

            – A direção propõe a avaliação no final de dois períodos com uma recuperação final. Foi discutida a possibilidade da recuperação paralela por alguns setores. A APACAp acompanhou a proposta de recuperação paralela.

            – A proposta da direção sobre avaliação por conceitos foi aceita e foi discutida qual seria a melhor maneira de fazer essa avaliação. Foi discutido ainda como seria feita a média das avaliações e a média final.

            – Aparte dos professores sobre avaliação: muito apontam para a questão dos alunos que não participam nas aulas, que ficam com os vídeos desligados. Pediram atenção das famílias e dos estudantes, pois a avaliação levará em consideração a participação dos alunos nas aulas síncronas. Informaram ainda que as famílias podem acompanhar como anda o processo de aprendizagem dos alunos acessando o Google Classroom.

            A APACAp foi representada na reunião do ConDir por Isabel Mello e Maria Rita Nepomuceno.

APACAp

Gestão 2019-2020

RJ, 14/10/2020.

Amanhã 14/10 Live: Organização de Estudos e Ferramentas Digitais

13 Out

Live no YouTube CAp UFRJ na Quarentena às 18:00!

Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ

7 Out

Resumo da Reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia do CAp UFRJ realizada no modo remoto em 06 de outubro de 2020.

            O Grupo de Trabalho Protocolos de Retorno Pós-Pandemia foi criado seguindo a orientação da Reitoria da UFRJ para ajudar na tomada de decisão sobre as condições de retorno às aulas presenciais no colégio, no período pós-pandemia do Covid-19. Este GT foi oficializado pela Direção Geral às famílias, em 26 de junho de 2020, na circular “Novas ações pedagógicas remotas e acesso a materiais didáticos que estão na escola” e conta com a representação de professores, técnicos, estudantes e APACAp. 

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp.

Resumo da Reunião:

            O GT Pós-Pandemia do CAp se reuniu nesta terça-feira, 06/10, e recebeu para uma palestra o professor e infectologista da UFRJ, Roberto Medronho, diretor do Núcleo de Saúde Coletiva e coordenador do GT Coronovírus da UFRJ. Medronho apresentou estudo sobre as medidas necessárias para contenção da pandemia do Covid-19, já compartilhado com as inúmeras entidades e grupos de trabalho onde atuou como consultor. Disse que a primeira onda não acabou e localizou o pico da pandemia entre 26 de abril e 02 de maio de 2020, mostrando gráficos. Defendeu o lock down mostrando como a curva poderia ter sido caso o governo tivesse mantido as medidas de isolamento.

Disse que atualmente o governo do município segue mascarando os dados. Mostrou gráficos atuais sobre movimentação de aparelhos celulares e simplesmente a movimentação da cidade é praticamente igual àquela anterior à pandemia. Medronho relembrou que em 10 anos o mundo viveu seis pandemias: Ebola, H1N1, Zyka, SARs etc. e que temos que nos perguntar: qual será a próxima? O protocolo realmente mais eficaz ainda é o uso de máscara. Para crianças abaixo de 2 anos é consenso que não é necessária a máscara. Para crianças com menos de 6 anos não é adequado. Há muitos protocolos para “inglês ver”, como os borrifadores e os tapetes higienizantes. Afirmou que relatos de maus tratos e riscos à saúde mental das crianças, preocupam os especialistas.

            Medronho falou que o CAP deve ser um modelo de providências acertadas para retorno ao que chamou de “outro normal”, e que é preciso fazer reformas no espaço físico do CAP para garantir maior circulação/ventilação. Alertou sobre a importância de ter planejamento para adoção de protocolos que vão nos visitar cada vez mais. No âmbito administrativo, o médico registrou que é preciso antever a abertura de processo de contratação emergencial de substitutos para as novas medidas, mencionando ensino híbrido. Apontou que os pedidos para as reformas arquitetônicas e a contratação de professores devem ser apresentados à reitoria da UFRJ.

            A Direção Geral, presente no GT, expôs particularidades do CAp, afirmando que acompanha as decisões e as realidades adaptadas em outros países, também sobre como as escolas estão fazendo o trabalho de educação para a saúde. Disse que o revezamento – de poucas crianças em sala para outras em casa – é tido como um modelo inquestionável, mas que não é a única opção. Algumas das preocupações citadas: a organização do transporte para as crianças; trabalho de educação para a saúde; se haverá protocolos de deslocamento de uma sala para outra; as decisões sobre a Educação Especial; a articulação das decisões com o GT de Saúde do Trabalhador etc.

            A APACAp foi representada nessa reunião do GT Protocolos de Retorno Pós-Pandemia por por Maria Rita Nepomuceno.

            As famílias podem enviar sugestões e/ou encaminhamentos para o GT através do email apacap.ufrj@gmail.com.

APACAp

Gestão 2019-2020

APACAp no ConDir 29/09

2 Out

RELATO DO CONDir do CAp UFRJ

Reunião Remota do Conselho Diretor – ConDir, de 29 de setembro de 2020, 14 h.

            O Conselho Diretor (ConDir) é o órgão máximo deliberativo do CAp UFRJ, criado pelo Regimento do Colégio e aprovado no Conselho Universitário – Consuni -, em 27/07/2018. O colegiado aprecia e delibera sobre temas pedagógicos e administrativos. As famílias compõem o ConDir desde 12/2018, através da APACAp, graças à demanda da Associação defendida durante a elaboração do novo Regimento do CAp.

            A comunidade escolar está representada no ConDir pelo(a) Diretor e Vice-Diretor(a) do colégio, e professores(as) da Diretoria Adjunta de Ensino (DAE), da Diretoria Adjunta de Licenciatura, Pesquisa e Extensão (DALPE), pelos Coordenadores(as) dos Setores Curriculares, por três Técnicos(as) Administrativos(as), por três representantes dos alunos(as) e por dois representantes das famílias (APACAp). Todos os membros do ConDir têm direito a voz e voto. Os conselheiros se reúnem quinzenalmente no CAp, salvo agenda excepcional. 

            Este relato informativo presta contas à comunidade escolar da representação exercida pela APACAp. Ficam registrados os temas da Pauta(*) e apenas os encaminhamentos com  participação da APACAp no ConDir. O presente relato não substitui a ata formal da Reunião Ordinária do ConDir, a ser divulgada pela Direção Geral do CAp. 

(*) A íntegra da Pauta é enviada com antecedência pela presidência do ConDir aos conselheiros. A APACAp recebe o documento através do e-mail oficial: apacap.ufrj@gmail.com.

            Informes da direção:

Bolsas de Auxílio Emergencial e Auxílio Digital:

            Doze famílias ainda não haviam recebido por apresentarem problemas nas contas de recebimento. Para não atrasar ainda mais esses 12 auxílios serão pagos através de ordem de pagamento e as famílias seriam avisadas ainda ontem, 29/09, que o dinheiro já está disponível para saque ou transferência em conta.

            Algumas famílias pedem auxílio chip pois não souberam ou não conseguiram se inscrever. A escola está vendo a possibilidade de abrir novo edital. São 4 famílias. Uma outra família informou problema no Chip e está sendo providenciado.

Auxílio financeiro não terá mais edital.

– Houve redução no quadro de funcionários terceirizado na UFRJ. O CAp perdeu sete profissionais: 5 da sede Lagoa (3 da Limpeza e 2 da Copa) e 2 funcionários terceirizados da sede Fundão.  

Reforma Elétrica foi finalizada na Sede Lagoa e próximo passo é a Light aumentar a carga elétrica, possibilitando a retirada do gerador.

Reforma da Quadra está em processo. A fundação do terreno da escola exige novas providências e há previsão orçamentária no valor da verba da emenda parlamentar recebida do mandato da deputada federal Talíria Petrone.

Professores Substitutos: O pedido de 10 professores substitutos foi aprovado pela UFRJ, no Conselho de Ensino de Graduação – CEG. Com os cortes orçamentários a Pró-Reitoria mudou o sistema de aprovação de substitutos que está mais longo.

            Haverá estudo detalhado com todos os Setores Curriculares para saber sobre os substitutos e fazer renovações necessária e não ter problemas em janeiro de 2021.

Concurso para professores efetivos está suspenso, mas algumas contratações poderão ser feitas com professores que fizeram concurso e foram aprovados. O Setor de Música tem um professor aprovado com autorização de contratação. O CAp ainda tem 3 códigos de caga para preencher. A princípio, só pode ser aberto edital para contratação em 2022. (LC 173, de maio de 2020, suspende contratação de efetivos).

Sede Fundão quatro professores efetivos que concluíram processo de estágio probatório.

Informes da DAE:

DAE sede Fundão / Educação Infantil:

– Para manter o vínculo foram promovidos encontros síncronos com os alunos. DAE e SOE estão fazendo reuniões com as famílias, avançando no trabalho experimental para ajustar o modelo de atividades remotas. A presença das famílias é aferida em 50%.

DAE sede Lagoa / EF I, EF II e EM:

– Análise positiva dos primeiros doze dias do ano letivo remoto, iniciado em 14/09/2020. A transição da plataforma Zoom para a plataforma Google Classroom trouxe muitos desafios pelo novo formato e uso, mas transcorreu de forma positiva. O próximo passo é centralizar os links de acesso e o registro de frequência, além de outros ajustes.

            Estão refinando o processo de aferição de participação dos alunos para saber quais alunos não estão participando e por quê.

DAE, SOE e NEEI têm feito atendimento às famílias que apresentam ou apresentaram alguma dificuldade. A equipe atua com flexibilidade de horário para poder se encontrar com as famílias.

– Problemas de indisciplina estão sendo analisados caso a caso.

– A DAE, a Biblioteca e o Setor de Português concluíram a participação no Programa Nacional do Livro Didático – PNLD – de Literatura e a EF II vai receber novos títulos paradidáticos em 2021.  

–  Fase 3 das atividades remotas obrigatórias vai exigir deliberações excepcionais sobre avaliação e regras de convivência. O próximo ConDir vai deliberar sobre essas duas questões, a partir das reuniões de série. A Direção Geral apresentou indicativo de avaliação por conceitos para todas as disciplinas de todos os anos dos segmentos EF I, EF II e EM. As avaliações aconteceriam em dois períodos, no final do ano civil 2020 e no final do ano letivo em 2021, com recuperação no final das duas avaliações. Como o sistema do CAp é de avaliação por trimestre, a terceira “nota” será a repetição do conceito mais alto do aluno, para efeito de preenchimento do sistema acadêmico. As regras de convivência para o ambiente remoto – válidas desde a Fase 2 – das atividades remotas não obrigatórias – vão ser ampliadas. As famílias estão chamadas a contribuir com sugestões.

NOTA: A APACAp perguntou o motivo da adoção do sistema de avaliação por conceito para todos os alunos. A explicação é que o modo remoto impõe dificuldade para realização de avaliações pontuais. A avaliação acontece por processo como prevê o sistema de conceitos. O CAp já adota a avaliação por conceito em todos os segmentos, mas não para todas as disciplinas.   

Pauta da APACAp

Resultado Ideb 2020: Os pais do Ensino Fundamental I questionam a grande baixa no IDEB aferido em 2019. Saindo de 7.1 baixou para 6.6 (a meta projetada é 7.9). Os segmentos EF II e EM têm resultados diferentes. Há desconhecimento sobre a composição do índice; como o CAp participa dessa avaliação; como o Ideb impacta no CAp UFRJ e na rede federal dos Colégios de Aplicação; como a UFRJ e o CAp interpretam o Ideb e se há metodologia interna de avaliação do CAp, além de outras informações.  

            As famílias sugerem uma live para tratar com as famílias do tema Ideb e compartilhar a experiência da escola no ensino remoto durante a pandemia do Covid-19.

Resposta: A direção se mostrou favorável a realização de uma live para esclarecer a comunidade como funciona o Ideb e como o CAp participa e interpreta o índice. fomentando uma discussão interna e externa sobre os dados e como a escola interpreta esses dados dentro do CAp.

– Na live sobre Educação Inclusiva em 8/09, foi mencionado que o CAp UFRJ não é contemplado pelo MEC com recursos para execução de políticas públicas de inclusão. Essa informação surpreendeu as famílias. Pedimos explicação sobre essa condição para entender a situação e como a APACAp pode contribuir para fortalecer as condições de execução da Educação Inclusiva no colégio.

Resposta: Por ser uma escola federal o CAp UFRJ está submetido às políticas do governo federal para a Educação Básica federal. O colégio, portanto, não participa das políticas públicas federais de Educação Inclusiva voltadas às redes estaduais e municipais do país. Cabe ao MEC garantir – e ser cobrado – do investimento necessário à execução da política vigente.

– Foi pedido nova reunião com as famílias para troca de experiência sobre as aulas remotas.

Resposta: A Direção Geral e a DAE informaram que essas reuniões estão previstas, mas a mobilização agora é para consolidar a Fase 3 das atividades remotas, que marcam a retomada do ano letivo 2020. A DAE informou que tem recebido por e-mail informações das famílias e tem ouvido os professores.

– Situação dos professores substitutos que estão sendo aguardados em sala de aula.

Resposta: Os atuais processos de contratação estão adiantados e novos professores substitutos serão necessários para 2021. Muitos contratos terminam em dezembro. Uma conselheira lembrou que alguns contratos terminam já em novembro. No “Informes da Direção Geral”, no início desse resumo, há mais sobre o tema.

            As questões levantadas pelas mães e pais representantes, a pedido da APACAp, foram apresentadas no Condir e enviadas à DG e à DAE. O documento completo foi divulgado para os representantes de turma para ser compartilhado com as famílias nos grupos de turma/ano/segmento.

A APACAp foi representada por Isabel Mello e Patricia Boueri.

Rio de Janeiro, 02/10/2020.