Imagem 12 Jun

CAp-UFRJ 100% Educação! Alunos do CAp premiados na OBMEP de 2018.

10 Jun

A APACAp dá os parabéns aos professores homenageados e aos alunos premiados na Cerimônia de premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2018, ocorrida, hoje, no Colégio Pedro II.

  

 

 

APACAp

Gestão 2018-2019

Dia 10 de junho: cerimônia de premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2018.

10 Jun

A cerimônia de premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2018, que premiará todos os medalhistas de Prata e Bronze do Rio de Janeiro, acontecerá às 15h, no Teatro Mário Lago, localizado no Campo de São Cristóvão.

Na solenidade, 10 estudantes do CAp-UFRJ serão laureados com medalhas e os professores de matemática, Fernando Villar, Cláudio D’Alessandro Salvado, Kleber Dias da Costa Netto e Luis A. da Silva Rosa também serão homenageados.

Um representante do CAP e da APACAp foram convidados para participar da cerimônia de premiação.

APACAp

Gestão 2018-2019

Dia 12 de junho: lançamento do Site Oficial do Complexo de Formação de Professores e da Campanha #profSOU.

10 Jun

O Site Oficial do Complexo de Formação de Professores será lançado, no dia 12 de junho próximo, no auditório do Centro Cultural Professor Horácio Macedo (Roxinho), no Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN), às 17h30.

O Complexo de Formação de Professores é uma iniciativa da UFRJ que visa a criação de uma política institucional, voltada à Educação Básica.

A data será comemorada com uma conferência ministrada pelo Magnífico Reitor Roberto Leher e com o lançamento da #ProfSOU, campanha de valorização da categoria.

Paralelamente terá lugar, no saguão do auditório, a Exposição “A Docência nos fios da Memória”, resultado do projeto da professora Graça Reis, diretora do CAp, integrado por vários professores convidados que, por meio de bordados, prestam uma homenagem a seus mestres.

Saiba mais sobre o Complexo de Formação de Professores aqui!

Apacap

Gestão 2018-2019

Merenda Escolar – Mês do Meio Ambiente

6 Jun

Caros associados, confiram abaixo o comunicado sobre mudanças na merenda escolar, relacionadas às questões de educação ambiental:

 

“Prezados responsáveis,

pensando no grande impacto negativo causado pelo uso de descartáveis e sendo a escola um ambiente de disseminação da educação ambiental, aproveitaremos o mês do Meio Ambiente para adotar a iniciativa de retirar os copos plásticos utilizados como recipientes para as frutas na merenda escolar.

A partir de 2ª feira, dia 10, frutas, como abacaxi, mamão, manga, melancia e melão, passarão a ser servidas na bandeja, em pedaços grandes, para que cada aluno pegue a sua porção (exceto para o 1º ano do Ensino Fundamental).

Esperamos que nossos alunos, consumidores conscientes que são, abracem mais essa medida de preocupação com o nosso planeta e não deixem de consumir as frutas por não estarem mais partidas em pedaços pequenos nos copinhos.

Contamos, também, com a colaboração dos responsáveis para que incentivem o consumo da merenda escolar, composta por frutas, sanduíches e sucos ou refrescos, que são oferecidos diariamente. Uma alimentação saudável é essencial para a saúde, desempenho escolar e desenvolvimento adequado das crianças e dos adolescentes.

A educação nutricional e a educação ambiental caminham juntas!

Atenciosamente,

Bruna Taranto

(nutricionista e membro do Recicla CAp).”

APACAp

Gestão 2018-2019

Sábado, 08 de junho, tem visita do “Projeto Em Trânsito nos Museus”!

5 Jun

Atenção CApianos, neste sábado, 08 de junho, os  alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio têm um encontro marcado para uma visita ao Museu Vivo de São Bento, em Duque de Caxias.

Não percam!

 

Recicla CAp – ações em prol do Meio Ambiente.

5 Jun

Caros associados, compartilhamos a mensagem enviada pela Comissão Recicla CAp, com o balanço de suas atividades:

“Boa noite comunidade capiana.

Todo dia pode ser dia do meio ambiente? Acreditamos que sim e de quebra podemos contribuir para reduzir a desigualdade social. Como? Descartando seus resíduos corretamente é uma das formas. Os cooperativados que recebem os resíduos recicláveis do CAp agradecem.
Além disso, você pode descobrir novas formas de reutilizar e compartilhar seus bens de consumo (do saco plástico à televisão, passando pelo livro) antes de comprar os novos. E se for preciso comprar um novo, procure saber se os fornecedores respeitam a saúde e os direitos dos trabalhadores (mandaremos uma mensagem em breve só sobre esse assunto).
Bem, hoje, dia 5 de junho à noite, ainda é dia mundial do meio ambiente. Para marcar essa data, a comissão faz aqui um balanço de suas atividades.
Em outubro de 2018, foi implantada a coleta seletiva nas áreas comuns do CAp que, até o momento, com dados muito subestimados, recolheu mais de 600 quilos de plástico e papel
A partir de fevereiro desse ano, renovamos a sinalização de toda a escola e a coleta seletiva foi expandida para setores e salas administrativas.
Em abril, o CAp passou a ser um ponto de coleta voluntária (PEV) para pilhas, baterias e óleo de cozinha.
Em maio, no aniversário do CAp, houve a inauguração da casa dos recicláveis; espaço para disposição adequada dos resíduos recolhidos dos coletores do seletivos existentes no colégio. Essa medida permitiu a separação dos resíduos recicláveis dos não recicláveis, condição fundamental para qualidade do ambiente, segurança de trabalho e estudo de toda a comunidade. Além disso, faciltou o trabalho dos funcionários da limpeza e torna visível a todos o quanto de resíduos recicláveis produzimos.
A novidade da semana que vem será a retirada dos copos plásticos descartáveis usados para colocar as frutas da merenda. Que tal explicar para nosso filhos e alunos que comer frutas é muito bom para saúde e que copos plásticos fazem mal a saúde dos peixes, das tartarugas e dos pescadores? Para comer frutas na casca, como nossos avós, basta lavar as mãos antes e depois.
Em julho daremos inicio a composteira que transformará os resíduos orgânicos da cantina e da copa em adubo.
Feliz dia, semana, mês e ano do meio ambiente e de uma sociedade menos desigual para todos.
abs
Comissão Recicla CAp”
APACAp
Gestão 2018-2019

“VOCÊ SABIA?” – Campanha APACAp

31 Maio

CAp-UFRJ 71 anos, Educação Pública de Qualidade!

Curta! Compartilhe!

O Brasil precisa conhecer!

 

 

Campanha APACAp “VOCÊ SABIA?” o que é e o que faz o CAp-UFRJ.

30 Maio

A APACAp acaba de lançar a campanha “VOCÊ SABIA?”, visando DIVULGAR e ESCLARECER a sociedade sobre a importância do Colégio de Aplicação da UFRJ, o nosso CAp, na construção e valorização da Educação Pública de Qualidade no país.

Trata-se de uma série de banners que trazem informações sobre as atividades curriculares e extracurriculares do CAp – UFRJ.

Um novo banner será lançado a cada dia.

Confira em nossos canais!

Blog: https://apacap.org/

https://www.facebook.com/APACApOficial/

Twitter @apacap1

Curta! Compartilhe!

CAp-UFRJ 71 anos, Educação Pública de Qualidade!

O Brasil precisa conhecer!

8ª EDIÇÃO DO PROJETO TERRITÓRIOS CAPIANOS – “AS MÚLTIPLAS DIMENSÕES DA ATIVIDADE MINERADORA NO BRASIL”.

28 Maio

O Setor Curricular de Geografia do Colégio de Aplicação da UFRJ e o Núcleo de Estudos do Quaternário e Tecnógeno (Nequat-UFRJ) convidam a todos para a realização do 8º edição do Projeto Territórios CApianos.

Os participantes receberão certificado. Não é necessária inscrição prévia.

O PROJETO TERRITÓRIOS E O ESPÍRITO CAPIANO

O Territórios CApianos é um projeto institucional desenvolvido pelo Setor Curricular de Geografia que busca contribuir para que o Colégio de Aplicação da UFRJ seja um espaço de diálogo e interação interdisciplinar educativo, cultural e científico com outros setores da sociedade. Com mesas redondas a cada semestre letivo, o projeto pretende fomentar, continuamente, a reflexão e a construção de uma visão crítica sobre a cidadania nos estudantes, professores e demais profissionais ligados ao Ensino Médio e Fundamental do CAp e de outras escolas públicas e privadas do estado do Rio de Janeiro.

SOBRE A 8ª EDIÇÃO DO PROJETO TERRITÓRIOS CAPIANOS

A mineração é tida como uma atividade de utilidade pública e de forte interesse nacional, sendo parte indissociável da formação social e territorial do país. Além disso, este setor tem sido fundamental para o equilíbrio da balança comercial brasileira já há algumas décadas.

Entretanto, os recentes rompimentos de barragens nos municípios de Mariana (2015) e Brumadinho (2019) colocaram em questão a atividade mineradora no Brasil. Diferentes dimensões ligadas ao tema ganharam maior visibilidade: a dependência de exportação de matérias-primas; a baixa qualificação da mão de obra local; as ameaças às demarcações de terras indígenas e quilombolas e outros aspectos socioambientais tornaram-se pautas relevantes no debate público. 

Diante deste contexto, o 8º Territórios CApianos pretende aprofundar as discussões acerca dos impactos socioambientais da mineração, bem como repensar práticas sustentáveis e democráticas desta atividade no país.

                                                           PROGRAMA DA MESA-REDONDA

08:30h às 09:00h – Credenciamento.

9:00h – Abertura.

09:10h às 09:40h – Luiz Jardim de Moraes Wanderley é docente do Departamento de Geografia da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ-FFP. Doutor em Geografia e possui atuação e pesquisa nos seguintes temas: mineração, garimpo, organização socioespacial da Amazônia, população tradicionais, conflitos e impactos territoriais-ambientais.

09:40h às 10:10h – Carlos Alberto Lucio Bittencourt Filho possui graduação em história pela Universidade Federal Fluminense (2008). Entre 2010 e 2015 atuou como pesquisador do Ibase – Instituto Brasileiro de Análise Social e Econômica, coordenando o projeto Observatório do Pré-sal e da Indústria Extrativa Mineral. Atualmente cursa o doutorado no CPDA/UFRRJ.

10:10h às 10:40h – Maíra Sertã Mansur é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É membro da Articulação Internacional das Atingidas e Atingidos pela Vale (AIAAV) e faz parte dos grupos de pesquisa e extensão Política, Economia, Mineração, Ambiente e Sociedade (PoEMAS).

10:40h às 12:30h – Debates e encerramento.

Mediação: Sarah Almeida de Oliveira (Doutoranda em Geografia pela UFRJ e docente do Setor Curricular de Geografia do CAp/UFRJ).